Archive for February, 2009

skoob…

Posted in from the heart..., literatura on February 27, 2009 by gilrang

 

página inicial do <strong><em>s</em>koob</strong>.

página inicial do skoob (do post publicado por kelly de souza, no blog da livraria cultura).

aqueles que apreciam uma boa leitura … nã-nã-não!… aqueles que são fissurados em uma boa leitura…. melhor… aqueles trocam o seu reino por um bom livro irão se deliciar com o skoob, um sítio em que o cidadão pode se cadastrar e, assim, verificar como andam as opiniões sobre livros que deseja ler (se isto influenciar muito, não é?), identificar pessoas com preferências literárias parecidas com as suas e com elas trocar idéias, cadastrar livros que leu, ou, se for o caso, selecioná-los de uma lista disponível no próprio sítio, discutir novos lançamentos, etc.. enfim, uma rede literária, nos moldes das redes sociais do tipo orkut, facebook e outras, mas voltadas para a leitura.

o skoob (os mais atentos terão enxergado a palavra books escrita de trás para frente) é uma rede criada por um brasileiro que usou seu cérebro para aproximar as pessoas e não para usar de subterfúgios para enganá-las. no blog, voces encontrarão diversas referências a reportagens eletrônicas que já saíram com a divulgação dos detalhes da criação do sítio.

bom, eu já estou por … ainda não registrei todos os meus livros, mas em breve arranjarei algum tempo para fazê-lo. aguardo a sua visita.

tive, sim…

Posted in cartola, from the heart... on February 22, 2009 by gilrang

agenor de oliveira nasceu no rio de janeiro, em out/1908, no bairro do catete. sua infância, ele a passou nas laranjeiras, mas a vida dura obrigou a família numerosa a se mudar para o morro da mangueira, uma das primeiras estações de trens da estrada de ferro central do brasil. agenor ficou mais conhecido na música como cartola, dono de sambas inesquecíveis e antológicos. cartola fundou, no início dos anos 20, o o bloco dos arengueiros, o qual, em 1928, deu origem à atual Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira e só por este fato ele já se tornaria lendário. mas cartola não parou por aí. compositor de alma simples, porém de riquezas musical e melódica impressionantes, deixou-nos vários sambas que se perpetuam pela grandiosidade dos versos, logo ele, semi-analfabeto. suas músicas foram compostas com outros bambas do samba. suas músicas possuem um ritmo menos cadenciado, como o blues se destacou do jazz.

agenor namorou zica e o tempo encarregou-se de separá-los. casou com outra mulher que veio a falecer. ele, então, reencontrou d.zica, com quem viveu até sua morte, em nov/1980. neste samba, ele explica que teve um grande amor, mas que ele não diminuiu o amor que sentia por ela.

tive, sim,
outro grande amor antes do teu,
tive sim,
o que ela sonhava eram os meus sonhos
e assim íamos vivendo em paz…
nosso lar,
em nosso lar sempre houve alegria,
eu vivia tão contente,
como contente ao teu lado estou…
tive, sim,
mas comparar com teu amor
seria o fim
e vou calar,
pois não pretendo, amor,
te magoar…
pois não pretendo, amor,
te magoar…

(Cartola)

camões – sonetos – xix…

Posted in from the heart..., luis de camões, poetry on February 17, 2009 by gilrang

alma minha gentil, que te partiste
tão cedo desta vida descontente,
repousa lá no Céu eternamente,
e viva eu cá na terra sempre triste.

se lá no assento Etéreo, onde subiste,
memória desta vida se consente,
não te esqueças daquele amor ardente,
que já nos olhos meus tão puro viste.

e se vires que pode merecer-te
algũa cousa a dor que me ficou
da mágoa, sem remédio, de perder-te,

roga a deus, que teus anos encurtou,
que tão cedo de cá me leve a ver-te,
quão cedo de meus olhos te levou.

(Luis de Camões)

leve…

Posted in from the heart... on February 8, 2009 by gilrang

não me leve a mal,
me leve à toa, pela última vez,
a um quiosque, ao planetário,
ao cais do porto, ao paço…

o meu coração, meu coração,
meu coração parece que perde um pedaço, mas não…
me leve a sério!…
passou este verão,
outros passarão,
eu passo…

não se atire do terraço,
não arranque minha cabeça
da sua cortiça.
não beba muita cachaça,
não se esqueça depressa de mim, sim?

pense que eu cheguei de leve,
machuquei você de leve
e me retirei com pés de lã…
sei que o seu caminho, amanhã,
será um caminho bom,
mas não me leve…

não me leve a mal,
me leve apenas para andar por aí,
na lagoa, no cemitério,
na areia, no mormaço…

o meu coração, meu coração,
meu coração parece que perde um pedaço, mas não…
me leve a sério!…
passou este verão,
outros passarão,
eu passo….

não se atire do terraço,
não arranque minha cabeça
da sua cortiça…
não beba muita cachaça,
não se esqueça depressa de mim, sim?

pense como eu cheguei de leve,
machuquei você de leve
e me retirei com pés de lã…
sei que o seu caminho, amanhã,
será tudo de bom,
mas não me leve…

o meu coração, meu coração,
meu coração parece que perde um pedaço, mas não…
me leve a sério!…
passou este verão,
outros passarão,
eu passo…

(Chico Buarque)

percepção…

Posted in from the heart... on February 5, 2009 by gilrang

percebo, num misto de alegria e tristeza, que os amigos, os de sempre, continuam vindo a este blog. alguns deixam recados, outros não. a alegria fica por conta das visitas constantes. já a tristeza é ter que decepcioná-los pela paralisação do blog.

eu agradeço a todos a atenção. não tenho tido tempo para publicar e até penso em abandonar de vez as publicações. primeiro, porque tenho estado muito ocupado (deveria, na verdade, dizer “o-cuLpado”). segundo, porque precisei dar um tempo para ver que rumos o blog deverá tomar, se é que tomará algum. terceiro, porque o destino reservou alguns reveses e perdas pessoais para o final de 2008 e início de 2009, o que realmente me deixou um pouco desmotivado para qualquer outro sentimento que não fosse de pesar. e isto, absolutamente, eu não quero passar para os meus leitores amigos.

assim, agradeço novamente aos que aqui ainda aportam. não os esqueço, saibam. esperemos por dias melhores que me farão voltar naturalmente (percebo em mim algo neste sentido). portanto, até breve.

NOTA: decidi republicar alguns posts, dado que recebi uma quase intimação de ssrj para tal. espero que apreciem e entendam.