ausencia…

o argentino jorge francisco isidoro luis borges acevedo borgesnasceu na portenha cidade de buenos aires, no ano de 1899, na mesma casa da calle serrano onde, em 1905, morreria seu avó materno isidoro acevedo. sua mãe era uruguaia e seu pai de origens portuguesa, espanhola e britânica. herdou o pendor literário do seu pai, advogado. sua estréia literária se deu em 1921, quando, após alguns anos morando com a família em várias cidades européias, retornou a buenos aires. escritor, crítico, poeta, tradutor e, para todos os efeitos, um “homem de renomado saber”, borges escreveu vários ensaios e teve projeção internacional. falar sobre ele é quase que escrever um livro. deixo aqui um pequeno poema de sua autoria e que vem se adicionar à série ausências….

habré de levantar la vasta vida
que aún ahora es tu espejo:
cada mañana habré de reconstruirla.
desde que te alejaste,
cuántos lugares se han tornado vanos
y sin sentido, iguales
a luces en el día.
tardes que fueron nicho de tu imagen,
músicas en que siempre me aguardabas,
palabras de aquel tiempo,
yo tendré que quebrarlas con mis manos.
¿en qué hondonada esconderé mi alma
para que no vea tu ausencia
que como un sol terrible, sin ocaso,
brilla definitiva y despiadada?
tu ausencia me rodea
como la cuerda a la garganta,
el mar al que se hunde.

(Jorge Luis Borges)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: