desventura…

tu és como o rosto das rosas:
diferente em cada pétala.

onde estava o teu perfume? ninguém soube.
teu lábio sorriu para todos os ventos
e o mundo inteiro ficou feliz.

eu, só eu, encontrei a gota de orvalho que te alimentava,
como um segredo que cai do sonho.

depois, abri as mãos, – e perdeu-se.

agora, creio que vou morrer.

(Cecília Meirelles)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: