o anel de vidro…

Aquele pequenino anel que tu me deste,
– ai de mim – era vidro e logo se quebrou…
Assim também o eterno amor que prometeste,
– eterno! era bem pouco e cedo se acabou.

Frágil penhor que foi do amor que me tiveste,
símbolo da afeição que o tempo aniquilou, –
aquele pequenino anel que tu me deste,
– ai de mim – era vidro e logo se quebrou…

Não me turbou, porém, o despeito que investe
gritando maldições contra aquilo que amou.
De ti conservo no peito a saudade celeste…
Como também guardei o pó que me ficou
daquele pequenino anel que tu me deste…

(Manuel Bandeira)

Advertisements

One Response to “o anel de vidro…”

  1. gostari de saber um pouco mais do poema para analisá-lo
    queria fazer uma antologia completa dele!!!
    quem puder me ajudar!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: