separação…

vinicius c1914
marcus vinicius da cruz de melo de moraes nasceu na rua lopes quintas, na gávea, rio de janeiro, em 1913. qualquer coisa dita sobre o poetinha (apelido que ganhou por declinar no diminutivo tudo o que fosse possível) é insuficiente. estudou em oxford, inglaterra, onde trabalho, também, como radialista da BBC. de volta ao brasil, torna-se jornalista e crítico de cinema. diplomata, viveu na frança e nos estados unidos. é indiscutível o seu papel na música brasileira. dele é o soneto abaixo.

soneto da separação

de repente, do riso fez-se o pranto
silencioso e branco, como a bruma,
e das bocas unidas fez-se a espuma
e das mãos espalmadas fez-se o espanto.

de repente, da calma fez-se o vento
que dos olhos desfez a última chama
e da paixão fez-se o pressentimento
e do momento imóvel fez-se o drama…

de repente, não mais que de repente,
fez-se de triste o que se fez amante
e de sozinho o que se fez contente,

fez-se do amigo próximo o distante,
fez-se da vida uma aventura errante…
de repente, não mais que de repente….

(Vinicius de Moraes)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: