sic transit gloria mundi…

artur nabantino gonçalves de azevedo, maranhense de são luis, foi poeta, porém mais artur azevedoconhecido como teatrólogo.

transit
tu és dona de mim, tu me pertences,
e, neste delicioso cativeiro,
não queres crer que, ingrato e bandoleiro,
possa eu noutra pensar, ou noutro penses.

doce cuidado meu não te convences
de que tudo na terra é passageiro
frívolo, fútil, rápido, ligeiro,
e a pertinácia do erro teu não vences!

num belo dia – hás de tu ver – desaba
esta velha afeição, funda e comprida,
que tanta gente nos inveja e gaba…

choras? para que lágrimas, querida?
naturalmente o amor também se acaba,
como tudo se acaba nesta vida.

(Artur de Azevedo)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: