ghiaroni

ghiaroni

Aviso aos leitores:
A vida tem sido ingrata para aqueles com um certo grau de autocrítica e que, por um tempo, acreditaram ser possível uma mudança. Passei longo tempo sem postar, prostrado ante a cruel evidência de que não seria tão fácil tal mudança. Creio, hoje, que elas não são impossíveis, mas vejo-as cada vez mais distantes. Enquanto reabasteço e refaço as energias para os embates futuros, vou publicando alguma poesia. Hoje, Ghiaroni, mineiro de Paraíba do Sul.

Pontos de vista

Na minha infância, quando eu me excedia,
quando eu fazia alguma coisa errada,
se alguém ralhava, minha mãe dizia:
– Ele e criança, não entende nada!

Por dentro, eu ria satisfeito e mudo.
Eu era um homem, entendia tudo.

Hoje, que escrevo histórias e poemas
e pareço ter tido algum estudo,
dizem quando me vêem com meus problemas
– Ele é um homem, entende tudo!

Por dentro, alma confusa e atarantada,
eu sou uma criança, não entendo nada!

(Giuseppe Artidoro Ghiaroni)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: